Milhares na homenagem a Rosa Luxemburg e Karl Liebknecht em Berlim | Juventude Comunista Avançando

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Milhares na homenagem a Rosa Luxemburg e Karl Liebknecht em Berlim


Diário Liberdade - Vários milhares de pessoas participaram hoje, no cemitério berlinês de Friedrichsfelde, na tradicional homenagem anual aos líderes comunistas Rosa Luxemburg e Karl Liebknecht, detidos, torturados e assassinados faz 93 anos pelo governo social-democrata de Friedrich Ebert para abortar o levante revolucionário no país.

Entre os assistentes à homenagem estiveram diferentes organizações da esquerda parlamentar e extra-parlamentar alemã.


Pelas 10h15m, partiu a manifestação da Porta de Frankfurt para o Monumento ao revolucionário e à revolucionária no cemitério de Friedrichsfelde, sem que se produzissem incidentes nem provocações da extrema-direita ou a polícia.


No cemitério, os túmulos de Luxemburg e Liebknecht ficaram cobertas de cravos vermelhos.


Já à tarde, no teatro da Volksbühne, na praça Rosa Luxemburg, decorreu um evento intitulado "Contra o poder dos bancos". Também hoje, membros do Grupo de História de Berlim rebatizaram simbolicamente com o nome de "Ponte de Rosa Luxemburg" uma passadeira sobre o Landwehrkanal, o canal construído em Berlim em meados do século XIX para aliviar a carga de circulação sobre o rio Spree.


Dessa ponte, o corpo sem vida da líder comunista foi lançado a 15 de janeiro de 1919 ao canal por membros dos "Freikorps", a milícia fascista utilizada pelo governo do SPD, liderado por Ebert, para afogar em sangue a revolta espartaquista em Berlim. Centenas de militantes comunistas foram executados e executadas pelo referido grupo paramilitar aliado ao governo social-democrata.