Protestos contra reajuste da tarifa do ônibus em Recife e Porto Alegre | Juventude Comunista Avançando

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Protestos contra reajuste da tarifa do ônibus em Recife e Porto Alegre

Duas notícias do Brasil de Fato:

Recife tem novos protestos contra reajuste
Essa será a quinta mobilização do ano contra o reajuste de 6,5%
31/01/2012

Da redação

Estudantes e trabalhadores promoverão em Recife (PE), nesta quarta-feira (1º), uma nova manifestação contra o aumento das tarifas de ônibus na Região Metropolitana do Recife. A concentração terá início às 9h na Rua do Hospício, na Boa Vista, em frente à escola Estadual Ginásio Pernambucano. 
Essa será a quinta mobilização do ano contra o reajuste de 6,5%, que passou a vigorar em 22 de janeiro. Desde então, o valor do anel A, o mais utilizado em Recife, passou de R$ 2 para R$ 2,15; o anel B de R$ 3,10 para R$ 3,25; o anel D de R$ 2,45 para R$ 2,60 e o anel G de R$ 1,30 para R$ 1,40. Já o metrô teve sua passagem reajustada de R$ 1,50 para R$ 1,60. 
No dia da aprovação do aumento, 20 de janeiro, policiais do Batalhão de Choque reprimiram violentamente os estudantes que protestavam contra a medida. Manifestantes bloquearam uma avenida, e os soldados responderam com bombas de gás e balas de borracha. Oito pessoas ficaram feridas e, outras, detidas.



Manifestantes protestam contra o aumento da tarifa de ônibus (Porto Alegre)

Se reajuste for aprovado, o valor da tarifa, atualmente R$ 2,70, pode chegar a R$ 2,95 
31/01/2012
Da redação
  
Manifestantes realizarão na tarde desta terça-feira (31), em Porto Alegre (RS), um protesto contra o reajuste das tarifas de ônibus na cidade. O ato iniciará às 14h na esquina da Avenida Praia de Belas com Avenida Ipiranga e, de lá, seguirá para a sede da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), na Praça Montevidéu, centro da cidade. 
Nesta segunda-feira (30), a Coordenação de Regulação de Transporte da EPTC apresentou um estudo técnico para o novo preço da passagem de ônibus, sugerindo o valor de R$ 2,88, o que representa um aumento de 6,79% em relação à tarifa atual, de R$ 2,70. 
O estudo foi feito depois de um pedido de aumento da tarifa feito pelo Sindicato das Empresas de Ônibus de Porto Alegre (Seopa), que pediu 9,26% de reajuste, elevando a tarifa atual para R$ 2,95. Na tarde desta terça-feira (31), ambas as propostas serão analisadas pelo Conselho Municipal de Transportes Urbanos, que passará parecer ao prefeito José Fortunati para definição da tarifa. O novo valor deve entrar em vigor ainda na primeira quinzena de fevereiro. 
A forma de reajuste é definida pela Lei 8023/97. A legislação estabelece que as tarifas somente poderão ser reajustadas a pedido das empresas de ônibus por ocasião da revisão salarial dos rodoviários ou quando a inflação acumulada desde o último reajuste, medida pelo IGP-M da FGV, ultrapassar 8%. 
Em 2011, o pedido de 10,2% do sindicato das empresas resultou em uma elevação de 6,5% da tarifa. No ano anterior o aumento solicitado ficou na ordem 14,69%, mas o aprovado foi de 11,3%. 
Na sexta-feira (27), estudantes bloquearam a Avenida Loureiro da Silva, no bairro Cidade Baixa, em protesto contra a proposta de reajuste da tarifa. Por meio de um manifesto divulgado pelo Facebook, os manifestantes pedem que todos os movimentos sociais se somem ao ato. "Convocamos todos os movimentos de luta, todos os cidadãos indignados para lutarmos unidos contra essa exploração", afirma o texto. 
O sistema de transporte coletivo de Porto Alegre transporta mensalmente 27 milhões de passageiros.