Trabalhadores e estudantes do Chile marcham pela Alameda | Juventude Comunista Avançando

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Trabalhadores e estudantes do Chile marcham pela Alameda

Santiago do Chile, 28 jun (Prensa Latina) A Alameda desta capital, epicentro de multitudinárias manifestações ano passado no Chile, voltará hoje a ser protagonista em uma marcha conjunta de estudantes e trabalhadores contra o lucro na educação.

A Confederação de Estudantes do Chile (Confech) convocou a uma nova mobilização em repúdio à educação de mercado, convocação que encontrou o apoio de reconhecidas organizações gremiais e sindicais.

Como expressão da transversalidade do movimento estudantil, participarão também na manifestação desta quinta-feira os alunos do ensino médio e jovens que estudam em universidades privadas.

O porta-voz da Confech, Noam Titelman, chamou não só os trabalhadores, senão toda a família chilena a "encher a Alameda de cores".

Mobilizados é a única maneira em que podemos ser escutados, insistiu o jovem, presidente também da Federação de Estudantes da Universidade Católica.

"Os estudantes do Chile estamos cansados e enfadados de seguir vendo como empresários delinquentes enchem os bolsos e ficam ricos às custas dos nossos sonhos", declarou o também porta-voz da Confech, Gabriel Boric.

Acrescentou que neste mês começou o segundo tempo na luta do movimento estudantil por outro modelo educacional.

A marcha de hoje começará na Plaza Italia e encerrará nas imediações da Plaza Los Héroes, onde os jovens programaram a realização de um ato político cultural.

Concluída a demonstração, um grupo de dirigentes estudantis se dirigirá ao Palácio do Governo de La Moneda para entregar uma carta com propostas a favor de um sistema de educação pública e gratuita garantido pelo Estado.

ocs/tpa/cc
Modificado el ( jueves, 28 de junio de 2012 )