FMJD sobre os desenvolvimentos na Síria e no Oriente Médio | Juventude Comunista Avançando

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

FMJD sobre os desenvolvimentos na Síria e no Oriente Médio


[FMJD] As agressões imperialistas e contradições na região do Oriente Médio e mediterrâneo oriental estão crescendo intensivamente em direção à Síria por mais de um ano. A intervenção imperialista em desenvolvimento em conjunto com a disputa interna imperialista e agendas contraditórias formam um perigo crescente para os povos da região.

A última agressão foi instrumentalizada recentemente pelo Estado turco, quando o parlamento turco autorizou o exército daquele país a proceder com "operações transfronteiriças" contra a Síria "quando necessário". O governo turco não apenas quer aumentar seu papel como promotor dos interesses da OTAN (NATO) na região, mas também seu papel como uma força regional.

Todos estes desenvolvimentos não podem ser separados do plano dos EUA, OTAN e seus aliados (regionais e internacionais) para criar o chamado "Novo Oriente Médio". Os interesses dos monopólios estão focados em quem vai tomar a maior parte do Oriente Médio rearranjado.

Na semana passada a agressão turca foi apoiada pela OTAN através de seu Secretário Geral. Enquanto isso, as tensões nas fronteiras entre Turquia e Síria se intensificam.

A Federação Mundial das Juventudes Democráticas (FMJD) mais uma vez condena as agressões imperialistas sobre a Síria. Destacamos que os desenvolvimentos e a agressão imperialista em relação à Síria não são perigosos apenas para o povo sírio, mas para os povos de toda a região, como a complexidade dos interesses imperialistas estão revelando. Chamamos nossas organizações membros, todos os jovens homens e mulheres ao redor do mundo para expressar a sua oposição a mais uma guerra imperialista.

A FMJD enfatiza o fato de que os interesses e a vontade do povo sírio podem e devem ser decididos por ele próprio, longe das ameaças estrangeiras, intervenções e de guerra. Mais uma vez expressamos nosso total apoio e solidariedade à luta da juventude síria.

Tradução: JCA