Palestina Sob Constantes Ataques | Juventude Comunista Avançando

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Palestina Sob Constantes Ataques



Declaração FMJD

Após a última declaração de Guerra de Israel contra o povo palestino, estamos denunciando novamente a brutalidade do imperialismo: Israel repetidas vezes provou sua agressividade e ambições violentas contra o povo palestino.

A anunciação de guerra na Faixa de Gaza foi declarada no dia 14 desse mês por Israel. Gaza está sendo bombardeada e atacada novamente. Bombas e mortes estão destruindo o povo palestino e o imperialismo aliado de Israel (como é habitual) acoberta o crime com declarações hipócritas.

Na perspectiva da Federação Mundial das Juventudes Democráticas - FMJD, o recente ataque não é algo para se analisar separadamente da contínua ocupação da Palestina. Desde 1948 o povo palestino está lutando pelos seus direitos de autodeterminação. Até hoje os assentamentos em Israel estão crescendo, a repressão e a privação do direito do povo palestino de viver livremente com dignidade continua.

O último ataque apenas prova a sionista intenção de Israel. Prova a indisposição de devolver aquilo que pertence por direito ao povo palestino. Prova o completo descrédito e a violação de muitas resoluções das Nações Unidas para que cessem a ocupação.

De qualquer maneira, hoje como sempre o povo palestino está resistindo aos ataques e a ocupação por suas próprias forças. Está resistindo ao agressivo sionismo, defendendo a si mesmo dos ataques e bombardeios nas suas casas e terras. Esta recusando a exploração através dos monopólios imperialistas. De dentro da Palestina, da Gaza e da Cisjordânia, dos campos de refugiados fora da Palestina, e de todo o mundo as juventudes anti-imperialistas estão lutando e resistindo aos ataques imperialistas. Os palestinos estão resistindo em todos os momentos contra os ataques fascistas do imperialismo pela sua vida e por seu desenvolvimento. Todas as forças anti-imperialistas dão suporte nessa luta que será vitoriosa.

A exploração e as agressões contra o povo são recusadas. A contínua ocupação e a guerra na Palestina é condenada. Esta guerra não é somente contra a Palestina, é contra as vozes de liberdade e de independência em todo o mundo; contra todos os povos que resistem contra o fim da opressão, pobreza, injustiça e exploração realizadas pelo imperialismo.

Em solidariedade à resistência e a coragem do povo palestino a FMJD saúda os camaradas e o aguerrido povo palestino que luta por liberdade, e contra as imposições do imperialismo e do sionismo.

A FMJD com persistência clama pelo imediato fim do sionismo usurpador no território palestino. Pedimos pelo fim da ocupação de Israel e a realização do direito legítimo da Palestina de ser conhecida como um Estado livre, com os limites existentes antes de 1967, com Jerusalém Oriental como capital e também como membro pleno das Nações Unidas. A FMJD expressa também sua solidariedade aos presos políticos palestinos nas celas de Israel.

A FMJD reafirma sua solidariedade com os refugiados palestinos e seu direito legítimo de retornar ao seu país de origem.

Tradução: JCA