Chile: Mais de 100 mil pessoas em defesa da educação | Juventude Comunista Avançando

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Chile: Mais de 100 mil pessoas em defesa da educação

Mais de cem mil estudantes saíram às ruas de Santiago na última quinta-feira, 11 de abril, exigindo uma educação pública gratuita e de qualidade. Houve confrontos com a polícia. Mais de 100 manifestantes foram presos e dezenas de pessoas ficaram feridas, entre elas oito agentes da repressão. A manifestação teve início na Praça Itália e partiu pela Avenida Alameda, terminando na Estação Mapocho, onde ocorreram os confrontos.

Os jovens responderam com vigor a violência dos carabineros (policiais), que utilizaram jatos d’água, bombas de gás lacrimogêneo e pistolas de tinta contra os estudantes. Segundo Eliecer Sola, chefe local da polícia, 24 menores e 85 adultos foram presos, totalizando 109 pessoas. Entre os oito policias feridos, um ficou com queimaduras graves nas pernas.

O movimento estudantil chileno, que vem tendo destaque nos últimos anos por sua combatividade, se posiciona radicalmente contra as medidas de privatização da gerência Sebastián Piñera e exige o fim do modelo de ensino herdado do regime militar fascista de Augusto Pinochet (1973-1990).

Fonte: http://blog.anovademocracia.com.br/

Foto: Martin Bernetti/AFP