Nota de solidariedade do Polo Comunista Luiz Carlos Prestes ao “Paro Nacional Agrario y Popular” da Colômbia | Juventude Comunista Avançando

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Nota de solidariedade do Polo Comunista Luiz Carlos Prestes ao “Paro Nacional Agrario y Popular” da Colômbia

A paralisação agrária e popular que sacode o território nacional colombiano é a expressão mais forte e contundente de que o povo da Colômbia clama por mudanças, por melhorias em sua vida e por mais dignidade. Já são inúmeros os trabalhadores que pararam as suas atividades para se somarem a este movimento que tem tomado corpo todo em país. Com a participação de camponeses, indígenas, estudantes, trabalhadores e colombianos em geral, o movimento tem ganhado força ante uma conduta de governo altamente repressiva e antidemocrática.

Com reivindicações que visam amenizar os efeitos da crise e pôr limites às políticas sócio-econômicas do Estado colombiano, o movimento exige que se estabeleça uma mesa de diálogo com o governo de Juan Manuel Santos, a fim de que temas como concentração de terras, militarismo, tratados de livre comércio e a queda nos preços dos produtos agrícolas sejam debatidos, para que se chegue a um acordo positivo que favoreça aos interesses dos trabalhadores e da população em geral.

No entanto, o governo tem se mostrado bastante intransigente, colocando em movimento todo o seu aparato repressivo para acabar de forma violenta com as paralisações no país. Com isto o governo tem ficado numa situação cada vez pior, pois as paralisações e o seu respectivo apoio só aumentam, mesmo quando ele insiste em não reconhecer que tais movimentos sejam legítimos.

Sendo assim, o Polo Comunista Luiz Carlos Prestes vem se somar as demais forças e organizações para declarar o seu total apoio ao movimento agrário e popular colombiano, denunciando as violações dos direitos humanos praticadas pelo governo Santos, exigindo que o mesmo aceite negociar com esse movimento que é legítimo e justo. Chega de miséria, chega de agressão, digamos juntos basta a todas estas formas de violência e exploração que vem sendo praticadas sistematicamente contra os povos da Colômbia, seja pela oligarquia ou pelo seu governo de plantão. Viva a luta dos trabalhadores! Viva a luta do povo colombiano! 

Polo Comunista Luiz Carlos Prestes (Brasil)
25 de agosto de 2013