Mais um membro dos "5 Cubanos" será posto em liberdade nos EUA | Juventude Comunista Avançando

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Mais um membro dos "5 Cubanos" será posto em liberdade nos EUA

Fernando González é um dos cinco membros da rede Vespa que foram presos em 2001 no país

A Justiça norte-americana colocará em liberdade, no próximo dia 27 de fevereiro, o cubano Fernando González, detido em 1998 na Flórida e, três anos mais tarde, condenado por espionagem e por envolvimento no abatimento de dois aviões. González é um dos cinco membros do grupo antiterrorista cubano remanescente nos EUA, responsáveis por atuar contra grupos anticastristas na Flórida, durante as décadas de 1980 e 1990.

González inicialmente foi sentenciado a 19 anos de prisão, mas teve sua saída adiantada por boa conduta, segundo Gloria La Riva, porta-voz do comitê “Liberen a los Cinco” (“liberem os Cinco”, em espanhol). Ao lado de Gerardo Hernández, René González, Tony Guerrero e Ramón Labañino, ele formava um quinteto que fazia parte de uma complexa operação batizada de Rede Vespa. O próprio governo cubano reconheceu publicamente que eram agentes do serviço secreto de Cuba infiltrados nos Estados Unidos.

Em outubro de 2011, René González foi o primeiro do grupo a deixar a prisão federal de segurança máxima. Após regime de liberdade supervisionada nos EUA, ele reside em Cuba desde abril de 2013.

Instalados na Flórida e disfarçados de desertores do regime cubano, os membros da rede Vespa tinham a tarefa de munir Havana com informações sobre as organizações terroristas anticastristas que operavam no país. Após anos de operação sigilosa, o serviço norte-americano acabou detectando a atuação da Vespa e prendeu dez dos agentes cubanos.

Metade deles fez acordos com a Justiça norte-americana, ingressando no programa de proteção à testemunha do Departamento de Estado com pena mínima. Contudo, os outros cinco cubanos acabaram sendo condenados pelo júri popular em 2001. Três membros ainda permanecem presos.