Convido a juventude venezuelana a um grande debate nacional | Juventude Comunista Avançando

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Convido a juventude venezuelana a um grande debate nacional

Assim afirmou o dirigente comunista Héctor Rodríguez Montaño, que denunciou que estão em marcha “uma série de iniciativas” que pretendem “romper o processo de mudanças que ocorre em nosso país”
Caracas, 11 de Fevereiro de 2013, Tribuna Popular TP. O Secretario geral do Conselho Central da Juventude Comunista da Venezuela (JCV), Héctor Rodríguez Montaño, assegurou ontem na coletiva de imprensa do Partido Comunista da Venezuela (PCV), que "nosso movimento juvenil é eminentemente patriótico, bolivariano e anti imperialista." "Assim queremos deixar claro, ao nosso movimento e a juventude as ações que veem se desenvolvendo em escala nacional, deste bloqueio aberto de caráter fascista que tenta gerar o caos, a ingovernabilidade e a desestabilização do país".

Manifestou que não compartilham das ações de violência que tentam "difamar a imagem do processo bolivariano no mundo" e que a juventude do PCV continua lutando, "fiel ao legado da independência e as bandeiras do socialismo, para a construção de uma sociedade superior".

"Nós queremos denunciar as ações violentas desses grupos como parte de um plano integral que impulsiona o imperialismo para recompor suas forças no continente, e nesse sentido, sem dúvida é necessário golpear o processo de transformações que vive nosso país, que vive Venezuela, que é hoje um dos principais obstáculos para alcançar esse objetivo", adicionou ao concluir a reunião do birô político efetuada na sede do PCV, na paróquia San Juan.

Rodríguez, que também é membro do birô político do Galo Vermelho, assinalou que além das ações violentas o plano contempla a sabotagem econômica e a deturpação através dos meios de comunicação e das redes sociais "Está se desenvolvendo um conjunto de iniciativas com o intuito de romper pela via da ação violenta o processo de transformações que acontece em nosso país no qual a juventude é força fundamental".

"O que queremos denunciar é que existe um plano violento que está sendo impulsionado pelas forças de direita a nível nacional com o objetivo de provocar a força pública, para que ela reaja contra as agressões e então possa ser denunciada a nível internacional", colocou Rodríguez.

Assinalou que, sendo 2014 o ano dedicado a juventude, convida os jovens a vencer a apatia e a indiferença política e somar-se ativamente aos processos de construção política e criativa que se desenvolvem no país. "Queremos convocar a juventude venezuelana a debater, a seguir elevando seu nível de organização e seguir aprofundando seu compromisso com as bandeiras de independência, anti imperialistas, anticolonialistas e lutando para construir uma sociedade justa e superior, que para nós, os comunistas, é o socialismo." Conclui.

Fonte: http://prensapcv.wordpress.com/2014/02/11/pcv-violencia-de-grupos-fascista-responde-a-un-plan-del-imperialismo-contra-latinoamerica/

Tradução: Juventude Comunista Avançando (JCA)