Todos ao 2° SENUP!! | Juventude Comunista Avançando

terça-feira, 8 de abril de 2014

Todos ao 2° SENUP!!

O Grupo de Trabalho Nacional de Universidade Popular (GTNUP) convida a todos os movimentos sociais, do campo, da cidade e das florestas, sindicatos, partidos e coletivos, executivas nacionais e federações de curso, estudantes e trabalhadores, para construir e participar do 2º Seminário Nacional de Universidade Popular (SENUP), a se realizar na USP- cidade São Paulo, nos dias 8, 9 e 10 de agosto de 2014. Os objetivos do 2º SENUP são ampliar e massificar essa estratégia de luta, aglutinando mais pessoas e organizações, além de consolidar as bases para dar um salto de qualidade na nacionalização do movimento unitário pela Universidade Popular. Entendemos por Universidade Popular uma universidade que contribua para superar a atual subordinação da educação à reprodução do capital, que coloca o lucro acima das necessidades humanas.



O 2º SENUP acontece após três anos do 1º SENUP, realizado em Porto Alegre em 2011, que reuniu cerca de 500 pessoas. No 1º SENUP ganhou corpo o debate nacional de universidade popular, sintetizado na “Carta de Porto Alegre” (ver senup2011.blogspot.com.br/). Buscando continuar essa experiência, formou-se a partir dali o GTNUP, que passou a ser o espaço nacional de unidade e articulação dos diversos grupos locais e nacionais envolvidos com a estratégia da Universidade Popular. Desde então, o GTNUP organizou cinco reuniões nacionais (Rio de Janeiro, Curitiba, Goiânia, João Pessoa e São Paulo), e agora se prepara para realizar o 2º Seminário.

Entendemos que só a construção de uma estratégia global será capaz de enfrentar o projeto de educação imposto pela ordem capitalista. Sendo assim, a estratégia de universidade popular se propõe a articular nossas lutas imediatas do dia-a-dia ao projeto global de enfrentamento ao modelo de educação em curso hoje. Trata-se, pois, de entender a luta contra a privatização dos hospitais universitários, a luta em defesa da universalização do acesso e da permanência estudantil, a disputa pela produção do conhecimento para o povo e pela extensão popular (ver gtnup.files.wordpress.com/2013/07/cartilha.pdf), pela formação profissional crítica e criadora, entre outras, como lutas inseridas em um mesmo processo: por uma universidade e uma sociedade de novo tipo. Põe-se como meta colocar o movimento universitário na ofensiva, respondendo ao projeto de educação do capitalismo com um projeto de educação popular e emancipadora, superando assim o seu caráter reativo, inscrito em lutas e embates pontuais e desarticulados. Ao mesmo tempo afirmamos a necessária unidade entre o movimento universitário e o movimento popular e dos trabalhadores em geral, compreensão que coloca a luta pela universidade popular como parte integrante da construção do Bloco Popular, que deve se tornar a expressão concreta da luta organizada de todos os setores explorados e oprimidos pelo poder dominante.

Para consolidarmos, ampliarmos e massificarmos essa luta, compreendemos que o movimento pela universidade popular não deve ser apropriado exclusivamente por nenhuma organização, não deve servir como elemento de autocontrução das organizações e partidos, ao contrário, deve se preservar como um espaço onde floresça a atuação unitária e onde possamos somar forças, tornando-o um horizonte comum das nossas lutas diárias. Portanto, o 2° SENUP não é um espaço de debates acadêmicos, mas sim um espaço de luta de onde sairão planos concretos de mobilização. É esse o caráter que pretendemos imprimir para ao Seminário, abrindo-o para a adesão de todos os que desejem repensar a educação e a universidade brasileira.

O 2º SENUP é fruto de uma construção de longo prazo, ligada a toda a história de luta pela Universidade Popular no Brasil, desde os Seminários Nacionais de Reforma Universitária em 1961-2, que produziram a “Declaração da Bahia” e a “Carta do Paraná”; reivindicamos as experiências e propostas do sindicato nacional dos docentes do ensino superior ANDES – SN para a universidade brasileira; passamos pelo 1º SENUP em 2011, pelas diversas mobilizações que se seguiram, e estamos dispostos a ir além! Esse passado não só nos inspira, mas também confere a legitimidade para seguir lutando e construindo um novo tipo de universidade e sociedade!

Assim sendo, reivindicando toda essa história e munidos do acúmulo de experiências que ela nos proporcionou, chamamos todos a lutar e criar a Universidade Popular no 2º SENUP!

LUTAR, CRIAR UNIVERSIDADE POPULAR!