Declaração do Partido Comunista de Israel sobre os ataques contra Gaza | Juventude Comunista Avançando

domingo, 27 de julho de 2014

Declaração do Partido Comunista de Israel sobre os ataques contra Gaza

Israel - Opera Mundi - OPartido Comunista de Israel (PCI) e a Frente Democrática para a Paz e a Igualdade (Hadash) manifestam sua ira e sua angústia pelo assalto brutal, criminoso e desumano realizado pelo governo de Israel contra o povo de Gaza.



Foto: manifestação dos comunistas do Dia do Trabalhador em Tel Aviv.

Estamos transmitindo nossa profunda simpatia e solidariedade com o povo de Gaza e a solidariedade com aqueles que foram mortos ou feridos por um governo vicioso, cuja intenção é manter a ocupação e a colonização dos territórios palestinos ocupados e continuar com o cerco a Gaza. 
Desde que começou o ataque a Gaza, o PCI e o Hadash organizaram e lideraram uma série de manifestações e atividades contra esse ataque, chamando o cessar-fogo imediato e a manutenção de todos os civis, palestinos e israelenses, fora deste sangrento conflito. 
Através de nossas atividades e iniciativas, os grupos fascistas e racistas nos atacaram física e verbalmente, enquanto a polícia israelense simplesmente não tem feito nada para impedir isso. Estes ataques violentos foram praticamente promovidos pelo governo neofascista israelense que incita continuamente contra todas as forças progressistas e democráticas em Israel, especialmente contra o PCI e Hadash, e mais ainda contra a população árabe-palestino que reside dentro do estado de Israel. 
No último sábado 19 de julho, centenas de nós — judeus e árabes-palestinos juntos— nos manifestamos na cidade de Haifa contra a agressão israelense. Temos sido agredidos e perseguidos pela máfia neonazista judaica, alguns de nós fomos feridos por pedras e garrafas que foram atiradas contra nós. A polícia prendeu 13 dos nossos membros, embora nenhum deles estivesse envolvido em qualquer ação violenta. 
Camaradas, vamos seguir! Nós nunca nos renderemos à intimidação e violência. Gaza, nós do PCI e Hadash, judeus e árabes da mesma forma, vamos manter a nossa luta pela libertação do povo palestino! 
Judeus e árabes não são inimigos, mas companheiros — irmãos e irmãs!