Nota da Direção Estadual de SC da Juventude Comunista Avançando sobre a greve e luta dos professores estaduais | Juventude Comunista Avançando

sábado, 11 de abril de 2015

Nota da Direção Estadual de SC da Juventude Comunista Avançando sobre a greve e luta dos professores estaduais

Desde o dia 24 de março deste ano, os professores do estado de Santa Catarina estão em greve devido às tentativas de destruição da carreira do magistério pelo governo atual. A categoria está sofrendo um dos piores golpes que a educação publica já recebeu. O governo apresentou uma proposta de medida provisória (MP 198), que altera as condições salariais dos professores Admitidos em Caráter Temporário (ACT’s), diminuindo seus salários, com o argumento de que a folha de pagamento comprometerá a receita do Estado. Apenas mais um atestado de desinteresse dos governos em melhorar as condições dos trabalhadores do serviço público.

Além disso, o governo também estuda uma proposta de alteração no plano de carreira dos professores efetivos, que aprofundaria as contradições existentes na educação pública catarinense e dividiria ainda mais a categoria do magistério. O Movimento Sinte Pela Base faz uma boa análise sobre estas tentativas de destruição da educação pública.

Em pouco tempo, a greve se espalhou pelo estado e hoje já atinge mais de 30% de adesão e vem ganhando força a cada dia. (http://sinte-sc.org.br/mobilizacao/greve-do-magisterio-se-fortalece-e-ja-atinge-mais-de-30-no-estado/). Com isso, os trabalhadores conseguiram que a proposta original da MP 198 fosse barrada na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina. Mas os defensores do corte já publicizaram que estão articulando uma nova proposta de mudança na lei.

Por isso, na noite do dia 7 de abril, os professores ocuparam a ALESC exigindo respostas do secretário da educação, Eduardo Deschamps e do governador Raimundo Colombo sobre o trâmite de uma nova proposta de MP. Na manhã do dia 8 de abril, foi organizado um ato entre os professores e estudantes em defesa da educação pública, gratuita e de qualidade. Os estudantes, com suas entidades representativas, estão se solidarizando com a luta dos professores, pois são os que sentem na pele o desgaste e a falta de compromisso do estado com a educação pública.

A luta por uma educação pública, gratuita e de qualidade é de todo o povo catarinense. Por isso a solidariedade ao movimento deve ser mais que mera formalidade. A Juventude Comunista Avançando apoia a luta dos professores estaduais de Santa Catarina e segue conjuntamente na defesa de mais direitos para os professores, por uma educação crítica, criadora, inclusiva e popular!

Direção Estadual da JCA-SC